IMT confirma que actividade da UBER é ilegal

02 de Fevereiro de 2015

Em reunião com o Conselho Directivo do IMT , na passada sexta-feira, dia 30 de Janeiro de 2015, a ANTRAL obteve, de viva voz, a confirmação daquele Órgão de que a actividade da UBER em Portugal viola todas as regras de acesso, exercício, certificação de profissionais e formação de preços.

Porque se trata porém, de uma actividade com recurso a meios "escondidos" atrás de ferramentas informáticas e outras técnicas pertença da economia paralela, importa que se faça um esforço colectivo para identificar todo o tipo de entidades utilizadas para facturação, matriculas de veículos, condutores, utentes e meios de pagamento, bem como recibos que possam constituir meios de prova, para actuação das autoridades fiscalizadoras.

Assim, mais uma vez, a ANTRAL apela a todos aqueles que disponham de provas desta actuação ilegal que as façam chegar aos seus serviços, com conhecimento ao IMT.

Para além, deste assunto foram, ainda, tratados na reunião, outros temas emergentes, como: o transporte de doentes não urgentes; a formação; o transporte de crianças; a homologação de uma equipamento para redução de partículas nos veículos; a habilitação legal para conduzir; o uso de cinto de segurança; entre outros.